sexta-feira, abril 1

 

O poder no Estado do Vaticano


O Vaticano fez hoje saber que, nos últimos dias, João Paulo II nomeou vários bispos, ao mesmo tempo que aceitava a renúncia de outros. A Cúria Romana recompõe o Colégio Cardinalício, procurando contar espingardas. Quem é que disse que o poder não está na ponta das espingardas?

Comments:
A morte transformada numa enooooreme sessão de propagaaaaaaaaaanda.
 
Esta, hoje, deveria ser evitada.
 
A AB Caldeira. Pois devia, mas não não pelo Pula Pula.

Há sempre essa tendência para matar o mensageiro... embora as disputas de poder possam continuar no Vaticano, com João Paulo II em lenta agonia.
 
A brutalidade do Vaticano acabou
 
O sucessor será o Papa contemporâneo com a acção narrativa de O Código Da Vinci.
 
Há pessoas que têm pudor de se mostrarem compassivas, ou de partilharem a sua própria humanidade. Ficarem-se pela espuma do acessório, pode ser uma forma de dignificarem o essencial, que preferem preservar no seu íntimo.
Pretendo crer que foi isso que aconteceu aqui. Até porque nesta jornada não há mensageiros, somos todos caminhantes.
 
Caro Amigo... Não há problema algum no seu post. Apenas um erro de "alvo": estes bispos agora nomeados e os outros agora "reformados" não integrarão, nem integravam o Colégio Cardinalício, pelo que estas escolhas da Cúria Romana não terá qualquer influência na escolha do novo Papa. Quando muito serão "espingardas" para o novo Papa (des)contar...
 
[corrigenda, que a hora vai tardia] «estas escolhas da Cúria Romana não terão qualquer influência»...
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?