sexta-feira, março 4

 

Fumo branco?


1. Consta que amanhã poderá ser conhecida a composição do futuro governo – e, por exclusão de partes, a previsível bolsa de candidatos do PS às principais câmaras do país. O silêncio na escolha das equipas ministeriais, tão elogiado até agora pela imprensa, pode dar lugar a uma certa desilusão se o novo governo for constituído por segundas figuras do guterrismo. Os media precisam de nomes consagrados que se vendam por si próprios, mesmo quando essas luminárias não têm a menor ideia da forma como funciona a máquina que se propõem tutelar.

2. Outra «curiosidade» do governo em construção relaciona-se com o peso dos independentes, seja lá isso o que for. É um tema «aliciante», mas terá de ficar para outra altura a análise do relacionamento do PS com os independentes (a forma de recrutamento, as ligações ao tecido económico-social, o enquadramento, etc.). Relembre-se apenas o que se passou com Guterres: no segundo governo, já não havia vestígios dos Estados Gerais, sendo que parte dos independentes tinha engrossado o coro dos críticos do guterrismo – numa óptica de direita, em regra.

3. Para além das figuras «competentes», e com lastro, por que os media anseiam, há um pequeno pormenor a ter em conta: agora, Sócrates vai ter de dizer ao que vem.

Comments:
Veremos o que nos será proposto, confesso que tenho esperança (é, afinal, o pouco que ainda podemos ter). Em todo o caso, se fôr como diz, amanhã cá estaremos todos a comentar a composição. valha a verdade que já andávamos todos com falta de assunto.
Um abraço
 
Excelente.
Só não sei se ele vai dizer ao que vem, uma vez que sabemos ao que vai.
 
Excelente.
Só não sei se ele vai dizer ao que vem, uma vez que sabemos ao que vai.
 
Tenho poucas ou nenhumas esperanças em relação ao governo que aí vem, independentemente de quem o componha.

A razão para a falta de esperança é estrutural, e radica na falta de coragem dos nossos políticos para tomar medidas que ofendam quaisquer interesses instalados e quaisquer direitos adquiridos.

Creio que, independentemente de quem sejam as pessoas que farão parte do governo Sócrates, a sua política será tíbia.
 
E, por falar em independentes, o que acontecerá ao blogue Causa Nossa quando o novo governo fôr formado? Desaparecerá?
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?