sábado, fevereiro 26

 

Quando os directores enaltecem os patrões


José António Saraiva no Expresso:

«O Partido Social Democrata não é bem uma laranja: é uma junção de duas metades de laranjas diferentes.
Na primeira incluem-se pessoas que têm sentido da responsabilidade, prezam a credibilidade, respeitam padrões éticos e encaram de forma séria o exercício de funções públicas.
Cavaco Silva, Balsemão (...) fazem parte deste grupo


José Manuel Fernandes no Público:

«Esta semana, por duas vezes - primeiro no "Diário Económico", depois na SIC Notícias -, Belmiro de Azevedo defendeu que "bastam dez ministros para formar um bom governo". Adiantou mesmo a estrutura que propunha para o Executivo, claramente marcada pela sua visão de empresário habituado a fazer e refazer estruturas "de governo" do seu grupo económico. A proposta não valeria um minuto de atenção, se, como já sucedeu em campanhas eleitorais passadas, se baseasse apenas num preconceito contra os políticos. E também não se lhe dedicaria atenção não se desse a circunstância de Portugal ter o hábito de ter governos demasiado grandes, que, quanto maiores são, piores se revelam

A vida, como se sabe, custa a todos.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?