domingo, fevereiro 6

 

Primeiras páginas do século passado [10]


Assim ia o país no dia 24 de Julho de 1999. O Ministério das Finanças mandou instaurar um inquérito às «holdings» pessoais de António Champalimaud. Soube-se que elas se encontram nas mãos de duas empresas desconhecidas: a Baliana Trading Limited, de Dublin, e a Corporación Ultramar de Inversiones, de Montevideu. O Grupo Champalimaud deve a estas duas empresas um total de 32,4 milhões de contos. Esta verba constitui, entretanto, a quase totalidade dos créditos dessas «holdings», através das quais Champalimaud controla a Mundial Confiança e os bancos Pinto & Sotto Mayor, Totta & Açores, Crédito Predial e Chemical. Apesar de financiarem quase na íntegra as «holdings», a Baliana e a Corporación detêm nelas apenas um número insignificante de acções.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?