sexta-feira, fevereiro 25

 

«até final do presente ano»


Luís José de Mello e Castro Guedes, ministro do Ambiente e do Ordenamento do Território, exarou, no dia 21 de Janeiro de 2005, o despacho n.º 4208/2005 (2.ª Série), hoje publicado no Diário da República:

«
1 – Sempre que se torne necessário, até final do presente ano, autorizo o pessoal do meu Gabinete a deslocar-se em serviço oficial dentro do País, bem como as despesas inerentes.
2 – Autorizo também o pessoal administrativo, auxiliar e motoristas do meu Gabinete a prestar horas extraordinárias e de descanso semanal, sempre que tal se torne necessário.
3 – O presente despacho produz efeitos a partir de 1 de Janeiro de 2005


A esperança é, como se sabe, a última coisa a morrer.

Comments:
e a insensatez também!
 
confissão prévia: [blog descoberto há mais tempo, mereceu, agora, leitura mais atenta.]

boa referência.

os melhores cumprimentos.
 
Como o Pula Pula é um atento leitor do DR, espera-se que nos transmita o tratamento dado ao assunto pelo novo ministro.
E já que está com os olhos no diário oficial, que tal deixar-se destas minudências mortas pelo ridículo e dedicar-se a coisas bem mais substantivas, como, por exemplo, as resmas de nomeações de última hora feitas por PSL e Cª?
 
Esse senhor é um "mãos largas"! Será que em casa dele também é assim?
 
Não percebo... mas, andava tudo a dormir neste País?

Desde quando estas atitudes são tomadas?

Meninos... mais consistência nas notícias... que não sejam lugares comuns... porque nomeações de ultima hora, TODOS os que por lá passarm fizeram e vão continuar a fazer!

Já deram uma espreitadela pelas CM tituladas pela esquerda?

Vejam as ordens de pagamento... ou seja, or recibos mensais de certas pessoas...

Abraço ;-)
 
Por vezes através de minudências também se consegue perceber a substância das pessoas...
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?