sexta-feira, fevereiro 4

 

Acerca do «Bloco»

.
Diz quem sabe que o BE nasceu no «Gabinete do Primeiro-ministro». António Guterres, o primeiro-ministro em causa, confiou a Jorge Coelho, então um relativamente desconhecido ministro-adjunto, a tarefa de preparar um plano de agit-prop do PS. Como que por encanto, t-shirts, esferográficas, porta-chaves, etc. apareceram com a mãozinha do PS em fundo. A propaganda, considerada marcadamente «pimba», terá deixado envergonhados os intelectuais que asseguravam a frente cultural no «Gabinete do Primeiro-ministro». Daí à recorrente ideia de um «partido verdadeiramente socialista» foi um passo… Como sempre acontece, os intelectuais distintos e distantes foram ultrapassados pelos acontecimentos – e o «projecto» foi tomado pelos náufragos de outros «projectos». Estejam atentos aos próximos capítulos desta telenovela que não passa em horário nobre. O homem que raramente tem dúvidas e que nunca se engana anda por aí. Este não segue Bernstein, obedece a Trotsky.

Recomenda-se a leitura de:

OS BLOCOS DO BE
Os meninos da Terra do Nunca
Uma dia todos os políticos serão assim
A Verdade do Dr. Louçã

Comments:
Não foi no "gabinete do primeiro ministro" de acordo com a versão que conheço, (e que penso ser fidedigna) mas não está longe...
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?