quarta-feira, janeiro 26

 

O Tribunal de Contas baralha e dá de novo


Perante o chinfrim que por aí vai com os 250 milhões de euros gastos pelo governo PSD-PP com pareceres jurídicos (em 2003),
o Tribunal de Contas saiu de coma. E tomou uma atitude corajosa: investigar o arquivo morto. Mas Carlos Moreno, o juiz responsável por esta fiscalização, decidiu alargar o âmbito da acção às actividades dos governos de Guterres. A equidistância é uma coisa muito bonita. Há apenas dois pormenores a reter:


Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?