segunda-feira, janeiro 31

 

«a melhor herança que posso deixar ao meu sucessor… mesmo que seja eu próprio»


O PP apresentou ontem o programa eleitoral. O que surpreende não é a forma como o Dr. Portas se desembaraçou do Dr. Lopes - como se aquilo não fosse nada com ele. Nem sequer as palhaçadas de homem de Estado surpreendem – se nos recordarmos da revista às tropas em parada. O que é verdadeiramente fantástico no espectáculo que a SIC Notícias transmitiu em directo foi ver como aqueles figurantes se dispõem a aturar e colaborar naquela encenação de revista do Parque Mayer: como ministros à séria e tudo. Estão a perceber por que
eles não perdoam aos tipos que conseguem fazer rir sem abocanhar o Orçamento do Estado?

Comments:
São actores de segunda categoria.
 
Muito bem visto. Portas comporta-se como se nada tivesse a ver com a fantochada, quando ele é um dos grandes fantoches.
 
Se o ridículo pagasse impostos ....
 
Após 20 de Fevereiro,Paulo Portas devia dedicar-se à arte cénica
 
Independentemente de não gostarmos de Paulo Portas, temos que admitir que, com alta probabilidade, ele irá roubar muitos votos ao PSD, fazendo crescer o PP à custa do PSD. E temos que admitir que isso até é positivo para a democracia portuguesa, porque lhe dá mais flexibilidade na escolha de coligações e de políticas, e porque, tendencialmente, reduz o Centrão da corrupção e dos grupos de pressão.
Luís Lavoura
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?