sexta-feira, dezembro 10

 

Bombardier em cheio o Orçamento do Estado



George Wesley Bellows, Club Night, 1907 [Steyr-Daimler-Punch e
Mowag «guerrearam-se até ao fim», como se pode comprovar]



As palavras de Álvaro Barreto não deixam margem para dúvidas. Paulo Portas fez mais uma cena de teatro de revista. O aldrabãozito de feira do costume. A conclusão lógica só pode ser uma: a hipotética utilização das instalações da Bombardier para a construção de blindados para as Forças Armadas não passa de uma manobra de propaganda do dr. Portas.

Mas a questão ultrapassa a mera manobra de propaganda. Com o anúncio do aluguer das instalações da Amadora ao grupo «vencedor» do «concurso», Paulo Portas pretende utilizar os trabalhadores desempregados da Bombardier como tropa de choque para impor a sua escolha. Acontece que a sua escolha é tudo menos pacífica. Veja-se:

1. Porquê todo este frenesim em assinar o contrato de aquisição dos blindados, quando o Governo se prepara para cessar funções? Não seria mais curial entregar esta decisão, que envolve tão elevados encargos para o Estado, ao próximo governo?

2. Não sei se foi publicado algum diploma a permitir «aligeirar» as regras do concurso público. Sei apenas que mostraram intenção de participar neste negócio três candidatos, tendo um sido eliminado, alegadamente por a sua proposta ter sido apresentada fora do prazo estipulado. Conta hoje o Público que os restantes dois concorrentes (a Steyr-Daimler-Punch e a Mowag) pertencem à General Dynamics, um gigante ligado às indústrias de defesa e aeronáutica, sedeado nos Estados Unidos. Ainda segundo o Público, a Mowag já pertencia à General Dynamics, tendo a Steyr-Daimler-Punch sido adquirida logo a seguir à abertura do concurso para a aquisição dos blindados. O Ministério da Defesa, confrontado com esta pseudo-concorrência entre filiais do mesmo grupo, argumentou que «apesar de serem da mesma casa-mãe, os dois concorrentes guerrearam-se até ao fim

Caro leitor, se não for abusar da sua paciência, (re)leia este
post do Pula Pula.


Comments:
Mais que nunca, Sampaio terá agora que ter a faca e o queijo na mão.
E ele prometeu-o!
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?