terça-feira, novembro 30

 

GOOOOOLO!


Conta-se que um dia, jogava nas Antas, o Futebol Clube do Porto (FCP) estava em apuros. Precisava de um golo. Os minutos passavam e lá veio a táctica para os momentos difíceis, quando se entra nos descontos: o lançar a bola pelo ar para a área adversária, o chuveirinho. José Maria Pedroto, o treinador que arquitectou o FCP moderno, bem gritava para que o defesa direito atirasse a bola pelo ar para a área: «Vai, vai, vai... Centra, centra, cabrão!». O tal defesa direito lá foi por ali fora, a bola saiu-lhe tão enrolada que entrou directamente na baliza adversária. Pedroto, voltando-se para o banco de suplentes, murmurou: «Também está bem...»

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?