sábado, outubro 2

 

Reminiscências de 2 de Outubro


Hoje, há 19 anos, realizaram-se eleições gerais. Contados os boletins de voto, pode anunciar-se que o PSD foi o partido mais votado, com 30 por cento dos votos, seguindo-se o PS com 20.5, o PRD com 18, a APU com 15.5 e o CDS com 10.5.

Impulsionado por Eanes, presidente da República, nasce em 1985 o Partido Renovador Democrático (PRD), que se propõe «moralizar a vida política nacional». Aproveitando os efeitos da política de austeridade conduzida pelo governo PS-PSD (1983-1985), o PRD é o grande beneficiário da dissolução da Assembleia da República, decidida pelo próprio Eanes no termo do seu segundo mandato. Torna-se, assim, o terceiro maior partido (com 45 deputados) e uma força política de charneira, indispensável para a manutenção do primeiro governo de Cavaco Silva. Em 1987, ao fazer aprovar uma moção de censura, o PRD desfere o golpe mortal no governo minoritário do PSD, ao mesmo tempo que se suicida. Na sequência de novas eleições gerais, já sob a presidência de Eanes, consegue eleger apenas sete deputados. O PRD morreu de uma forma ainda pior do que nasceu: vende a designação e a sigla a uma organização nazi, que não alcançava as 5000 assinaturas necessárias para se legalizar como partido político.

Não fora a insignificância actual da personagem, valeria a pena analisar o percurso de Eanes: o vazio ideológico, a inconstância política, a entrega das Forças Armadas à direita radical (sob o pretexto do regresso dos militares aos quartéis), a manipulação de gente de bem (Zenha e Pintassilgo, por exemplo) – num trajecto errático para sobreviver, em que aparece agora na órbita do Opus Dei, que espera (e desespera), há longos anos, por um qualquer rascunho para lhe oferecer o doutoramento.

A esta distância, é assustador verificar como a condução do país pode ser confiada a gente sem qualquer qualificação que a recomende. Parece que a história se repete sempre - e, como disse o mouro, primeiro como tragédia, depois como comédia.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?