quinta-feira, outubro 28

 

Os Buttiglione de cá


O caso Buttiglione tem suscitado os mais variados comentários. Chamaram-me em especial a atenção dois: o de PAS, com quem estou muitas vezes de acordo (salvo quanto aos Franz Ferdinand…), que considera que Buttiglione «se limitou a transferir para Bruxelas a patetice típica da política italiana»; e o de Rui Curado Silva, no Klepsýdra, que apresenta uma perspectiva interessante, mas talvez trace um esboço da «direita do sul da Europa» que, ao nível dos «costumes», não corresponda à realidade.

Parece-me que o caso Buttiglione não pode ser compreendido sem ter em conta que o candidato a comissário europeu é um membro influente de um movimento fundamentalista denominado «Comunhão e Libertação», que se encontra implantado em 67 países, entre os quais Portugal.

O padre João Seabra, irmão da ministra Maria do Carmo Seabra, é, em Portugal, o mentor da «Comunhão e Libertação». Convido os leitores a lerem um postOs subterrâneos da escravidão») do Pula Pula (Série I), editado em Agosto, sobre este movimento. Lá se fala do aborto, da necessidade de civilizar, entendida como sinónimo de cristianizar, a África, a Ásia, as Américas e o Islão, das ligações de muitos membros da «Comunhão e Libertação» a actividades que caíram na alçada da «Operação Mãos Limpas», das posições radicais do Padre João Seabra, etc..

Os Buttiglione andem aí.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?