quinta-feira, outubro 28

 

Contra a Corrente?!


Tenho por costume ler o que MacGuffin escreve, muito embora não o tenha entre os «muito cá de casa» nem sequer entre os «cá de casa». É, em regra, previsível, e talvez até pouco elaborado para o que sugere ter digerido, mas também não se pode ter tudo à borla. No entanto surpreendeu-me hoje. Num «diálogo» com o Barnabé sobre a veracidade das declarações de Marcelo na audição levada a efeito pela AACS, o MacGuffin ficou fora de pé (mesmo em Évora). Argumenta ele:

'"Antes de mais", porque não "Marcelo Rebelo de Sousa mentiu no Parlamento"? Ah, já sei: Paes do Amaral é o homem do «capital», dos «negócios» e dos «interesses». Logo o mentiroso. Logo o homem das «diligências». «Muitíssimo grave»'

A razão é outra, caro MacGuffin, e, afinal, bem mais prosaica: Marcelo não mentiu no parlamento porque a «Maioria» não aceita que ele seja inquirido no local próprio, a Assembleia da República. Não há pior cego do que aquele que...

Comments:
Há uma certa previsibilidade nos incorrigíveis!
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?