quarta-feira, outubro 27

 

Células estaminais

.
Um leitor do Abrupto denuncia o apoio que o país deu na ONU a uma proposta da Costa Rica «que pretende impedir todo o tipo de investigação em células estaminais». Antes de reproduzir a totalidade do importante post do Abrupto, duas breves notas:

· Uma para chamar a atenção para os países que acompanharam Portugal nesta lamentável iniciativa;
· Uma outra para destacar o silêncio da Oposição face a esta tomada de posição do Governo, quer quanto à substância da proposta, quer quanto a ausência de discussão interna sobre uma matéria tão relevante.

Eis o
post ontem publicado no Abrupto:

O ABRUPTO FEITO PELOS SEUS LEITORES: INVESTIGAÇÃO EM CÉLULAS ESTAMINAIS E DEMAGOGIA INTERNACIONAL

"Acabei de ler a proposta apresentada na ONU pela Costa Rica, apoiada por mais 60 países incluindo Portugal e os Estados Unidos. Fiquei surpreendido por descobrir que Portugal sem discussão interna apoia uma proposta que pretende impedir todo o tipo de investigação em células estaminais, e chocado com o ponto 5, em particular, que é de uma demagogia brutal. Escrevo-lhe pois costuma-me a aceitar que esta situação passe ao lado da comunicação social e da discussão politica actual, embora esta situação possa já ser do seu conhecimento

"5. Strongly encourages States and other entities to direct funds that might have been used for human cloning technologies to pressing global issues in developing countries, such as famine, desertification, infant mortality and diseases, including the human immunodeficiency virus/acquired immunodeficiency syndrome (HIV/AIDS)"

"Albania, Angola, Antigua and Barbuda, Australia, Benin, Burundi, Chad, Chile, Costa Rica, Côte d’Ivoire, Democratic Republic of the Congo, Dominican Republic, El Salvador, Equatorial Guinea, Eritrea, Ethiopia, Fiji, Gambia, Grenada, Guinea, Haiti, Honduras, Italy, Kenya, Kyrgyzstan, Lesotho, Liberia, Madagascar, Malawi, Marshall Islands, Micronesia, Nauru, Nicaragua, Nigeria, Palau, Panama, Papua New Guinea, Paraguay, Philippines, *Portugal*, Rwanda, Saint Kitts and Nevis, Saint Lucia, Saint Vincent and the Grenadines, San Marino, Sao Tome and Principe, Sierra Leone, Solomon Islands, Suriname, Tajikistan, Timor-Leste, Tuvalu, Uganda, United Republic of Tanzania, United States of America, Vanuatu and Zambia: draft resolution"

(Paulo Pereira, PhD / Developmental Biology Lab / Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC))

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?